Galeria de Imagens

 

No terceiro episódio de sua segunda temporada, a Rádio Cidadania, o podcast da Universidade da Cidadania da UFRJ (agora quinzenal) celebra o centenário de Paulo Freire e entrevista Sérgio Haddad, coordenador de Projetos Especiais da Ação Educativa e autor da biografia “O educador: um perfil de Paulo Freire”. 

Sérgio Haddad foi entrevistado por Dulce Pandolfi (UC/UFRJ) e por Iza Guerra (Professora aposentada da Escola de Serviço Social da UFRJ). Haddad falou sobre a trajetória da Ação Educativa, do processo de elaboração da biografia, da importância, do legado e da atualidade de Paulo Freire.

 

🔊 Ouça sem baixar aplicativo no AnchorFM

🔊 Ouça no Spotify

 

Em sua primeira temporada, Rádio Cidadania entrevistou trinta ativistas de movimentos sociais como João Pedro Stédile, Guilherme Boulos, Paulo Galo, Lúcia Souto, Carmen Foto, Suely Carneiro, Sônia Guajajara e vários/as outros/as. Recentemente estreamos a segunda temporada entrevistando Eduardo Suplicy. Ouça todos os nossos programas nos principais agregadores de podcasts.

Nos acompanhe para ficar por dentro das nossas atividades 👇🏼 

Instagram: @uc.ufrj

Facebook: /universidadedacidadania

 

ep 3 paulo freire.png

 

 

No segundo episódio de sua segunda temporada, a Rádio Cidadania, o podcast da Universidade da Cidadania da UFRJ (agora quinzenal) presta uma homenagem a Joaquin Piñero, liderança histórica do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) falecido precocemente em março deste ano.

João Paulo Rodrigues e Judite Santos, lideranças do MST, são entrevistados por Dulce Pandolfi (UC-UFRJ) e por Luana Carvalho (MST). Eles falam sobre como a trajetória de Joaquin (também carinhosamente chamado de Kima) se entrelaçou com a história do próprio MST. Também comentam sobre a importância do internacionalismo em sua militância e avaliam o legado deixado por ele para as novas gerações.

 

🔊 Ouça sem baixar aplicativo no AnchorFM

🔊 Ouça no  Spotify

 

Em sua primeira temporada, Rádio Cidadania entrevistou trinta ativistas de movimentos sociais como João Pedro Stédile, Guilherme Boulos, Paulo Galo, Lúcia Souto, Carmen Foto, Suely Carneiro, Sônia Guajajara e vários/as outros/as. Recentemente estreamos a segunda temporada entrevistando Eduardo Suplicy. Ouça todos os nossos programas nos principais agregadores de podcasts.

 

Nos acompanhe para ficar por dentro das nossas atividades 👇🏼 

Instagram: @uc.ufrj

Facebook: /universidadedacidadania

 

ep 2 joaquin2.png

 

 

reunião montagem.png

 

Na noite da última segunda-feira, dia 29 de março, a Universidade da Cidadania da UFRJ (UC/UFRJ) reuniu de forma virtual cerca de sessenta lideranças de variados movimentos sociais e organizações da sociedade civil. Com a finalidade de promover o diálogo e o intercâmbio entre o mundo universitário e os movimentos sociais, a UC/UFRJ convocou a reunião para discutir seu planejamento em 2021 e  articular ações conjuntas. Ao abrir a reunião, Paulo Fontes, diretor da UC/UFRJ, recordou que em 2020, mesmo em situação pandêmica, o órgão esteve envolvido em uma série de atividades, como as aulas públicas durante a greve dos petroleiros, o ciclo de debates "Favelas, pandemias e cidadanias" (em parceria com o Dicionário Marielle Franco e o Urbano - Laboratório de Estudos da Cidade, do IFCS/UFRJ), o Festival do Conhecimento da UFRJ e a produção do podcast Rádio Cidadania. No caso do podcast, foram realizadas trinta entrevistas produzidas em um formato singular: professores universitários entrevistando lideranças da sociedade civil e dos movimentos sociais. 

Fontes ainda apresentou os três eixos que vão orientar a agenda da UC em 2021. O primeiro deles é a manutenção do podcast Rádio da Cidadania, com periodicidade quinzenal. Fruto da articulação entre a UC, movimentos sociais e o Núcleo de Estudos de Teoria Social e América Latina (Netsal), da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o segundo eixo é a organização de um curso para lideranças de movimentos sociais. Nele são pensados três módulos abordando temas como a história dos movimentos sociais, instituições, política, poder, assim como os desafios e tendências do mundo contemporâneo. Por fim, o último eixo é a realização de um seminário para pensar as crises e desafios que vive o estado do Rio de Janeiro. Programado para o segundo semestre deste ano, terá como objetivo vincular o conhecimento produzido nas distintas áreas da universidade com os saberes das ruas para interpelar, interpretar e construir soluções para as grandes questões que tocam a vida da população fluminense. A partir de uma perspectiva multidisciplinar, o seminário pretende esquadrinhar temas como política, economia, cultura, meio-ambiente, trabalho, violência, racismo e habitação, entre outros. Foram formados Grupos de Trabalho com representantes dos movimentos sociais para acompanhar e colaborar com essas iniciativas da UC/UFRJ.

Além disso, o diretor ressaltou que a UC/UFRJ está aberta para novas propostas dos movimentos sociais que estabeleçam diálogo com os vários campos do conhecimento da universidade. Reforçou que é papel da Universidade da Cidadania articular e potencializar as várias iniciativas já existentes da universidade que tenham  os movimentos sociais como parceiros. Os movimentos presentes saudaram as iniciativas e apontaram também novas, como ações para o 1º de maio, para o centenário de Paulo Freire e, pensando já no próximo ano, ações sobre o bicentenário da independência do Brasil.

A reunião concretizou um efetivo espaço de articulação entre a Universidade Federal do Rio de Janeiro, representada pela UC/UFRJ, e uma vasta gama de movimentos sociais que entendem a importância de engendrar projetos coletivos capazes de simultaneamente dialogar com vastos setores da sociedade e produzir conhecimento a partir das interações entre a academia e as lutas cotidianas da população.  

 

Confira as entidades e organizações que estiveram presentes:    

 

  1. 1. Adufrj - Seção Sindical dos Docentes da UFRJ 
  2. 2. Ambulantes Unidos
  3. 3. Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) 
  4. 4. Articulação de Infâncias
  5. 5. Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB) 
  6. 6. Associação de Mulheres de Itaguaí Guerreiras e Articuladoras Sociais (A.M.I.G.A.S.) 
  7. 7. Associação de Pós Graduandos da UFRJ (APG-UFRJ)
  8. 8. Associação Nacional de Torcidas Organizadas (ANATORG) 
  9. 9. Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) 
  10. 10. Central Única dos Trabalhadores (CUT) 
  11. 11. Centro Brasileiro de Estudos da Saúde (CEBES) 
  12. 12. Centro de Estudos e Ações Solidárias da Maré (CEASM) 
  13. 13. Centro Teatro do Oprimido (CTO) 
  14. 14. Coalizão Negra por Direitos (CND)
  15. 15. Coletivo Budistas Vermelhos
  16. 16. Coletivo Feminicidade 
  17. 17. Comissão da Memória e da Verdade da UFRJ (CMV/UFRJ),
  18. 18. Comunidade Catalisadora (ComCat) 
  19. 19. Consulta Popular,
  20. 20. Diretório Central dos Estudantes da UFRJ Mário Prata (DCE-UFRJ)
  21. 21. Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD)
  22. 22. Federação Única dos Petroleiros (FUP) 
  23. 23. Frente de Evangélicos pelo Estado de Direito (FEED)
  24. 24. Fundação Friederich Ebert (FES-Brasil)
  25. 25. Grupo Eco Santa Marta 
  26. 26. IIEP (Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas)
  27. 27. Kizomba
  28. 28. Laboratório do Jacarézinho (LabJaca) 
  29. 29. Levante Popular da Juventude
  30. 30. Marcha Mundial das Mulheres (MMM)
  31. 31. Movimento de Trabalhadoras e Trabalhadores por Direitos (MTD)
  32. 32. Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)
  33. 33. Movimento Nacional de População em Situação de Rua (MNPSR)
  34. 34. Movimento Unido dos Camelôs (MUCA)
  35. 35. Movimentos dos Trabalhadores Sem Teto (MTST)
  36. 36. Museu de Favela (Muf)
  37. 37. Museu Sankofa História e Memória da Rocinha
  38. 38. Ordem dos Advogados do Brasil (OAB)
  39. 39. PartidA
  40. 40. Rede Brasileira Renda Básica de Cidadania (RBRC)
  41. 41. Rocinha Sem Fronteiras
  42. 42. Sindicato das Trabalhadoras Domésticas de Nova Iguaçú
  43. 43. Sindicato dos Metalúrgicos do ABC 
  44. 44. Sindicato dos Trabalhadores em Educação da UFRJ (Sintufrj)
  45. 45. Sindicato dos Trabalhadores da Fiocruz (Asfoc)
  46. 46. Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro e Região (Sinpro)
  47. 47. Sindicato dos Psicólogos (Sindipsi)
  48. 48. Sindicato dos Servidores do Judiciário Federal (Sisejufe)
  49. 49. Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe)
  50. 50. Solidarity Center, AFL-CIO (escritório Brasil)
  51. 51. União Nacional de Trabalhadoras e Trabalhadores Camelôs, Feirantes e Ambulantes do Brasil (Unicab)

 

 

A Rádio Cidadania, o podcast da Universidade da Cidadania da UFRJ, está de volta em sua segunda temporada!

Em sua reestreia, Eduardo Suplicy, presidente de honra da Rede Brasileira de Renda Básica (RBRB), é entrevistado por Dulce Pandolfi (UC/UFRJ) e por Carlos Frederico Leão Rocha, professor do Instituto de Economia e Vice-Reitor da UFRJ. Suplicy fala sobre sua trajetória pessoal na luta pela Renda Básica, sobre a formação e atuação da RBRB, bem como sobre como a pandemia do Covid 19 e as discussões sobre o Auxílio Emergencial colocaram na ordem do dia o debate sobre Renda Básica.

🔊 Ouça sem baixar aplicativo no AnchorFM
🔊 Ouça no Spotify

 

Em sua primeira temporada, Rádio Cidadania entrevistou trinta ativistas de movimentos sociais como João Pedro Stédile, Guilherme Boulos, Paulo Galo, Lúcia Souto, Carmen Foto, Suely Carneiro, Sônia Guajajara e vários/as outros/as. Ouça todos os nossos programas nos principais agregadores de podcasts.

 

Nos acompanhe para ficar por dentro das nossas atividades 👇🏼 

Instagram: @uc.ufrj

Facebook: /universidadedacidadania

 

WhatsApp Image 2021-04-14 at 11.07.25.jpeg

 

 

 

A Rádio Cidadania é o podcast da Universidade da Cidadania da UFRJ, um espaço de articulação e diálogo entre a universidade e os movimentos sociais.

Em seu trigésimo episódio, o último da temporada 2020, Sonia Bone Guajajara da APIB - Articulação dos Povos Indígenas do Brasil é entrevistada por Dulce Pandolfi (UC-UFRJ) e por João Pacheco de Oliveira (Museu Nacional- UFRJ). Sônia fala sobre sua trajetória e sobre a formação e os objetivos da APIB. Fala ainda sobre os ataques que a população indígena tem sofrido por parte do governo e de setores econômicos interessados em suas terras, sobre o impacto da pandemia e sobre a resistência indígena, inclusive no campo da política institucional.

Esse é o último episódio de Rádio Cidadania em 2020. Em fevereiro do próximo ano voltaremos com mais uma temporada. Boas Festas e até breve!

 

🔊Ouça sem baixar aplicativo no AnchorFM.

🔊Ouça no Spotify

 

João Pedro Stédile, Guilherme Boulos, Paulo Galo, Carmen Foro, Lúcia Souto e vários outros integrantes de movimentos sociais já foram entrevistados pela Rádio Cidadania. Ouça todos os nossos programas nos principais agregadores de podcasts:

🔊 AnchorFM

🔊 Spotify

🔊 Deezer

🔊 Apple Podcasts

🔊 Google Podcasts 

Nos acompanhe para ficar por dentro das nossas atividades 👇🏼 

Instagram: @uc.ufrj

Facebook: /universidadedacidadania

RADIO Cidadania card_04 dezembro NO AR.png

 

 

UFRJ Universidade da Cidadania - UC/FCC/UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ